O Menino das Meias Vermelhas

 

A_imagem_do_menino_das_meias_vermelhas

por Carlos Heitos Cony

          Todos os dias ele ia para o colégio com meias vermelhas. Era um garoto triste, procurava estudar muito mas na hora do recreio ficava afastado dos colegas, como se estivesse procurando alguma coisa.

          Os outros guris zombavam dele, implicavam com as meias vermelhas que ele usava. Um dia, perguntaram porque o menino das meias vermelhas só usava meias vermelhas.

          Ele contou com simplicidade:

          "No ano passado, quando fiz aniversário, minha mãe me levou ao circo. Botou em mim essas meias vermelhas. Eu reclamei, comecei a chorar, disse que todo mundo ia zombar de mim por causa das meias vermelhas. Mas ela disse que se me perdesse, bastaria olhar para o chão e quando visse um menino de meias vermelhas saberia que o filho era dela."

          Os garotos retrucaram:

          "Você não está num circo! Por que não tira essas meias vermelhas e joga fora?"

          Mas o menino das meias vermelhas explicou:

          "É que a minha mãe abandonou a nossa casa e foi embora. Por isso eu continuo usando essas meias vermelhas. Quando ela passar por mim vai me encontrar e me levará com ela."

Nunca tire o sonho e a esperança de uma criança.

O Vendedor de Balões

BlackBalloon copy

Era uma vez um velho homem que vendia balões em uma quermece.

Evidentemente, o homem era um bom vendedor, pois deixou um balão vermelho soltar-se e elevar-se aos ares, atraindo, desse modo, uma multidão de jovens compradores de balões.

Havia ali perto um menino negro.

Estava observando o vendedor e, é claro, apreciando os balões.

Depois de ter soltado o balão vermelho, o homem soltouum azul, depois um amarelo e finalmente um branco.

Todos foram subindo até sumirem de vista.

O menino, de olhar atento, seguia a cada um.

Ficava imaginando mil coisas.

Uma coisa o aborrecia, o homem não soltava o balão preto.

Então se aproximou do vendedor e lhe perguntou:

– Moço, se o senhor soltasse o balão preto, ele subiria tanto quanto os outros?

O vendedor de balões sorriu compreensivamente para o menino, arrebentou a linha que prendia o balão preto e enquanto ele se elevava nos ares disse:

– Não é a cor, filho, é o que está dentro deleque o faz subir.

– * –

Não importa o corpo que nos envolve, se é branco, preto ou amarelo, se é belo ou feio, se está fisicamente perfeito ou não. O que importa realmente é o que temos dentro de nós: Nossa alegria de ajudar e servir ao nosso proximo. É a esperança, é a fraternidade que definem a nossa condição de seres humanos.

Procura-se Um Amigo

 

Não precisa ser super -homem, basta ser humano, basta ter sentimento, basta ter coração. Precisa falar e calar, sobretudo saber ouvir.

mammy

Deve gostar de poesia, da madrugada, dos pássaros, de sol, de lua, de canto dos ventos, das canções da brisa.

taua

Deve ter amor, um grande amor por alguém, ou então sentir falta de não ter esse amor.

katinha2

Deve amar o próximo, guardar segredos, e respeitar a dor que os passantes levam consigo.

camila

Deve ter um ideal e medo de perdê-lo. Tem que ter ressonâncias humanas, sentir pena das pessoas tristes e compreender o imenso vazio dos solitários. Não precisa ser gênio, mas que não seja totalmente vulgar.

fer

Deve gostar de crianças e lastimar as que não puderam nascer.

nessa

Procura-se um amigo que afine com agente, que goste do que gostamos e que se comova quando chamado de amigo. Que saiba conversar de coisas simples, de orvalhos, de grandes chuvas e das recordações da infância.

eliezer

Precisa-se de um amigo para a gente não enlouquecer, para contar a ele o que se viu de belo e triste, durante o dia, dos anseios e das realizações, dos sonhos e da realidade. Deve gostar de ruas desertas, de poços e caminhos molhados, de beira de estrada, de mato depois da chuva.

juju

Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque se tem um amigo.

beta

Precisa-se de um amigo para a gente parar de chorar e não viver debruçado sobre o passado, em busca de memórias perdidas. Que bata nos ombros sorrindo e chorando, nos chamando de amigo.

nat2

Preciso de um amigo para ter consciência do que sou gente e ainda estou vivo.

Novo visuh..

image

Nos estamos sempre em tempo de inovar, mudar.. rsrs pelo menos a aparência neh..
Eh bom para o EGO, para o nosso bem estar tbem..
Posso naum ter feito nada inovador ou q esteja na moda, porem fiquei mais jovem, e isso eh bom.. haha